quarta-feira, 19 de dezembro de 2007

O Ciclo II


Eu já te amei tanto
De muito tempo atrás

Sim, foi muito bom!
Mas eu já não lembro mais....

Você foi uma coisa tão boa,
E já ficou pra trás....

Doce menina que era,
Eis que não existe mais...

E aquilo que era tão grande
Grande não parece mais...

E você que já fez sofrer,
É dor que neste peito jaz...

Eu que um dia chorava
Esses olhos já não choram mais...

E o peito que ora disparava
Coração agora bate jamais...

Você chegava e trazia seu sorriso
Mas sorriso hoje você não faz...

Aquele olhar tão terno de carinho
Olhar que já não comove mais...

Teu corpo quente a me envolver
Calor que não acalanta mais....

E hoje,
Abro o armário,
Mas jogo o antigo fora...

Mas guardo tudo com carinho,
na minha memória,
Me recordo orgulhoso
de toda a nossa história

Aquelas peças boas
De tantas estações
Protegeram rigoroso inverno
Aliviaram tórridos verões

Mas as águas se passam
Mas as vidas serão...
E águas que aqui passaram
Aqui nunca mais passarão...

Viajo para outros mares
E sinto a brisa,
Que venham novos ares,
Me tragam toda a segurança
Fortaleza de novos lares,

Me reconstruo,
Reciclo,
Renovo,
Decolo...

E seja feliz!

Passando pela vida
voando intenso alto,
O céu é imenso,
Não há só asfalto

Tudo que já passou,
Foi bom,
Tudo que virá.... ?????

Esperança.....

Só resta esperar...

2 comentários:

kamyla disse...

lindo texto =)

Bel disse...

Perfeito. Retrata um fim absoluto e não se furta de assumir que existiu uma história. É essa também minha experiência... mas você colocou em poesia! ;)