quinta-feira, 26 de junho de 2008

A Vida, a Dor e a Prece

Por tanta tragédia que se recai
Tanta dor que ora caminha
A fé tortuosa que não se alinha...

Por todo o amor que agora se esvai....

Peito que de tanto doer adoece
Destino nebuloso que ora lhe trai
Rezo por todos, em nome do pai

Por todo o orgulho e arrogância de quem não merece...

O final infeliz que se avizinha
De cores tênues, agora esmaece
Espírito fraco, a alma esmorece

Mas o andarilho do destino ainda caminha....

Toda a tragédia de novo recai
E a dor de novo caminha
Fé não se alinha, felicidade não se avizinha....

E o amor de novo se vai....

Um comentário:

Cαmilα disse...

Nossa, parece que você fez esta poesia para mim e meu blog
"Mas o andarilho do destino ainda caminha..."
Beijo
=)